quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Espera

Estou cheia de saudade de você, mas aguento firme. *-*
    Clarice Lispector

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

-

-
Não escrevo muito, defino as coisas geralmente em poucas palavras. Não sigo rima, métrica, formas fixas ou coisa do tipo. Apenas o coração.

Em conversa com Mirela Aniceto:*

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Poema de amor número 5

Notivaga notivaga... Olha a segunda que chegou
trazendo com ela a saudade do dia que passou
e a esperança de um dia bom que chegou.

Chegou assim, disfarçado pelo cotidiano
Cotidiano do amor vivido todos os dias
Não é qualquer rotinha que amança a saudade
Ela, na verdade, só faz lembrar-te.

Mas lembrar-te amança minha alma
Pois sem sabermos, sem planejarmos
Plantávamos nosso jardim com boas memórias
Que aparecem quando essa saudade teima em brincar ali no coração.

By Denilson Silva (MG)
     Cristiane Paixão (PE)
     Wal Amorim (MT)

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Mais uma dele:

"Podia ser só amizade, paixão, carinho, admiração, respeito, ternura, tesão. Com tantos sentimentos arrumados cuidadosamente na prateleira de cima, tinha de ser justo amor, meu Deus?"

Caio Fernando de Abreu

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

E o medo?

" Tenho medo de já ter perdido muito tempo. Tenho medo que seja cada vez mais difícil. Tenho medo de endurecer, de me fechar, de me encarapaçar dentro de uma solidão -escudo".

Pela primeira vez, acompanho aquelas tantas que seguem os pensamentos de Caio Fernando Abreu. É porque dessa vez tocou na ferida.

Eu tenho medo

domingo, 2 de outubro de 2011

                                                            "Peço-te o prazer legítimo
                                                            E o movimento preciso"

...Dá

"Eu e você assim de perto dá
Pra eu me perder de vez nas tuas tintas
Me dê uma noite, um pouco da manhã
Só pra eu sacar se os olhos mudam de cor" (L)

Lounge
Maria Gadú

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Sonho

E ontem sonhei contigo.
Ao acordar, as palavras fogem ... a angústia e o desejo de te ver tomam o meu peito.

Tua face se fez tão presente, tão viva... luzindo feito ouro junto ao sol. Teus sorriso me fez repleta de encantos mil. Tua voz , o gosto do teu beijo, o teu toque me levavam a um êxtase indefinível. Era tudo tão real que eu não queria acordar. Senti  o peso do teu corpo junto ao meu, minha pele ainda sente o teu toque e a boca... ainda pede o teu beijo.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

 "e uma beleza de príncipe de estórias encantadas"

  Adélia Prado


Não  vou mentir, nem me enganar. Eu sinto sua falta.
Presença. Sua presença mudaria meus dias.

É estranho dizer, mas por mais que eu tente me enganar, mascarando um sentimento, é de vc que eu sinto saudade. Vejo teus olhos e teu sorriso nas esquinas por onde passo, ouço tua voz falando baixinho ao pé do ouvido e teu sotaque tão carregado falando que está com uma fome "absuurda". Tudo que é teu, hj está em mim. E não sei mais até quando.  
Mas sei que isso é bom.

E é bem verdadeque tens sim "
a beleza de príncipe de estórias encantadas
"Só nos sobrou do amor
a falta que ficou...(8)

Anjos - Legião Urbana
Ahhh....
Tentando fazer de meus dias os melhores possíveis. Manter o sorriso no rosto quando o que mais se quer é chorar não é tão simples assim.
Vida corrida, dias agitados, cabeça a mil.

Quero calma, quero paciência, quero paz, quero amor.

 Cabeça livre e coração aberto^^

terça-feira, 16 de agosto de 2011

E tenho sentido o coração apertado. A vontade de sumir, desparecer .... criou raiz em meus pensamentos. Ao mesmo tempo que sua "presença" me alegra a cada dia, encarar a minha realidade tem sido, definitivamente, massacrante. :S

Saudade: algo indescritível...


"Sinceramente ainda acredito
Em um destino forte e implacável
E tudo que nós temos pra viver
É muito mais do que sonhamos"

domingo, 7 de agosto de 2011

Cunho Vernáculo

 E no "Dicionário de Serafina" ela explica o que "ser": 

-Adeus: é quando o coração que parte deixa a metade com quem fica; 

-Angústia: é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Tenho andado na vibe desses vocábulos. Sinto que as palavras tremem dentro de mim. Vibram, anseiam encontrar o papel, o grafite. Ao mesmo tempo, algo as contém. Ultimamente tenho sentindo as dores das palavras dentro do peito. Preciso escrever.

C.P.

quinta-feira, 28 de julho de 2011


"Vai sim, vai ser sempre assim
A sua falta vai me incomodar,
E quando eu não agüentar mais
Vou chorar baixinho, pra ninguém ouvir.
Vai sim, vai ser sempre assim,
Um pra cada lado, como você quis
E eu vou me acostumar,
Quem sabe até gostar de mim.
Mesmo que eu tenha que mudar
Móveis e lembranças do lugar,
O meu olhar ainda vê o seu
Me devorando bem devagar.
Vem, que eu ainda quero, vem.
Quando menos espero a saudade vem
E me dá essa vontade, vem
Que eu ainda sinto frio
Sem você é tudo tão vazio
Vem me dar essa vontade,
Vem que esse amor ainda é meu.
Troco todos os meus planos por um beijo seu
E essa noite pode terminar bem."


Eu espero - Luiza Possi

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Chico fala por mim ... ♪♪

♪♪Hoje eu tenho apenas
Uma pedra no meu peito
Exijo respeito
Não sou mais um sonhador
Chego a mudar de calçada
Quando aparece uma flor
E dou risada do grande amor ♪♪
C.B.H
Hj me sinto assim. Com uma pedra no meu peito. Não consigo mais acreditar no amor. E ...  dou risada do grande amor"

(L?)

segunda-feira, 27 de junho de 2011

"Ela podia ir embora. Até devia. Não se importaria se corresse, sumisse. A ausência também é prazer, hein?. Agora, sentia um tremor na carnes: podia confessar ser esquecido por  Rachel era tembém uma forma de felicidade. Quaria estar feliz porque fora esquecido. Uma descoberta inquietante: até mesmo a ausência lhe provocava alegria. Era isso. Mais, mais ainda, se ela lhe esquecesse para sempre, para o nunca mais, ainda assim era felicidade. Tudo, absolutamente tudo lhe causava prazer, inclusive a ausência."


Excerto do novo livro de Raimundo Carrero, Seria uma sombria noite secreta.
"E do nada se fez tudo
Do vazio se fez o completo
Das dores, o consolo
Das angustias, a felicidade
Das alegrias, os sorrisos
E de nós, o Amor!” 

    Mim :) 

domingo, 26 de junho de 2011




Iniciando um  novo ciclo
Juntos... construindo história!